A diferença entre o “bom” e o “ótimo” no universo empresarial: colocando objetivos em prática, rumo ao sucesso.
B O R D A

Carregando...

A diferença entre o “bom” e o “ótimo” no universo empresarial: colocando objetivos em prática, rumo ao sucesso.

Olá, hoje vou falar um pouco da minha experiência e te contar como não desisti do “bom” esperando o “ótimo” para começar a agir.

Primeiramente, vou começar falando um pouco sobre alguns conceitos equivocados do que seria bom e o que seria ótimo. Isso porque muitas pessoas esperam estágios avançados da profissão para começar a colocar em prática seus objetivos, sabe? E não é bem assim que funciona. Tudo começa de algum ponto de partida, e esse “começar” sempre será o pontapé inicial para grandes cases de sucesso. 

Conheço muitas pessoas que não implantaram um projeto, um negócio ou uma ação, esperando estar no melhor estágio da carreira ou nas melhores condições para tal.

Sabe aquele amigo que diz: “quando eu tiver dinheiro, quando eu tiver tempo, quando eu conseguir coisa X, quando, quando, quando…”

O “quando”, para quem sabe o que quer fazer, para quem já fez análise de risco do projeto ou negócio, estudou, na verdade, é HOJE! 

Não dá para esperar o tempo "ótimo", para seguir em frente, faça no tempo "bom". Não espere o projeto ter mil e uma soluções, com certeza ele já tem uma solução que pode atender ao mercado, então, coloque em prática, comece!

Quem pensa no ótimo não sai da iniciativa, sabe por que? Porque sempre verá que o "ótimo" está mais à frente, é consequência de todo um esforço colocado em prática. Mas, é claro, quem quer abrir um negócio, por exemplo, sabe o que pode fazer para melhorar cada vez mais. Essa equação não tem fim!

Quem fica sonhando com o projeto e não sai do papel não vai evoluir, vai apenas estar ali no canto dos sonhos e expectativas.

Estava trabalhando em um projeto numa grande empresa. O time para implantação da ideia era de 3 líderes. Em todas as reuniões, eles diziam que estava faltando algo a ser aprimorado. Então, eu os fiz um desafio: em um mês, estaríamos lançando o projeto, faríamos um evento para os fornecedores e iríamos convidar os principais executivos da empresa. Para eles, tudo isso era inviável. Acabaram apontando muitas dificuldades. Escutei todos os pontos que eles estavam levantando, percebi que eram sim relevantes, mas não essenciais para que o projeto fosse lançado, afinal, tratavam-se de etapas possíveis de serem aprimoradas depois, ano após ano.

Então, decidimos lançar o projeto com o "bom" que tínhamos em mãos e, posteriormente, seguirmos avançando, aos poucos, para o "ótimo".

Resultado do lançamento? Um sucesso, fomos bem recebidos pelos nossos fornecedores, virou benchmark para outras áreas, nossos executivos aplaudiram o projeto e ganhamos muito pontos com a empresa. 

Mas, você pode estar se perguntando: antes da prática, a teoria do projeto poderia ser melhor? Claro, sempre pode ser melhor, mas poderia demorar mais um, dois, três, VINTE anos para que isso acontecesse! E, nesse tempo, muita coisa pode acontecer: poderíamos não mais estar nesta empresa e ainda não teríamos sido reconhecidos como os responsáveis por lançar esse projeto tão importante em uma multinacional, sabe?

O fato de não estar perfeito não significa que não serve. 

Imagine quantos sonhos, planos e projetos existem arquivados, sendo deixados de lado, pois não chegaram no seu melhor estágio de ação? Nossa, com certeza, inúmeros!

Olha, existem vários pensadores famosos que já falavam que “o maior fracasso é, na verdade, nunca ter tentado.” 

Imagina só se Bill Gates tivesse esperado a Microsoft estar em um nível altíssimo para poder lançá-la para o mundo? Ele correria o risco de ter perdido o tempo certo para fazer o lançamento e a ideia inicial poderia se tornar obsoleta.

Sentir insegurança na hora de tomar decisões importantes faz parte da vida e ter dificuldades na hora de colocar seus planos em ação é totalmente normal e compreensível. Isso porque fazer uma escolha sempre significa que algo precisa ser deixado de lado.

O mundo mudou, está cada vez mais rápido, volátil, incerto e ambíguo, nem por isso podemos deixar para trás nossos sonhos e ideais. Neste cenário complexo, é exigido de nós protagonismo e presença. Coragem que fala, sabe?

Assim, espero ter te encorajado a sair do papel e seguir em frente com os seus planos e projetos.

Se você gostou deste material e precisa de ajuda no mercado digital, conte com o time da Borda Comunicação!


Compartilhar:

Precisando de ajuda no digital?

SOLICITAR ORÇAMENTO INICIE UMA CONVERSA

Soluções em Destaque

Eficiência para a sua urgência de resultados.

Landing Page

Impulsione o poder de conversão da sua marca com uma poderosa página de captura.

Saiba Mais

Marketing de Conteúdo

Tire todas as suas dúvidas e liberte o seu time para criar qualificadamente

Saiba Mais

Marketing Digital

Melhore os resultados do seu negócio no digital com estratégias que se adequam às necessidades do seu público.

Saiba Mais

Utilizamos cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar, você aceita a nossa política de privacidade.